BAPHO! Precisamos falar sobre a Deva Curl e a patente do Low Poo e No Poo!

Babado na internet que diz respeito diretamente às cacheadas e crespas do meu Brasil? Tá tendo! Acabei de ler uma notícia no site da Vice Brasil e fiquei tão chocada feat. indignada que minha reação automática foi interromper tudo que estava fazendo e digitar loucamente até organizar todas as minhas ideias a respeito. É essa verborragia descontrolada que você lê a partir de agora no Profissão Repórter. [Desculpem, mas achei essa frase muito começo de programa jornalístico hahaha]

Resumindo a notícia que pode ser lida por completo aqui, a DevaCurl (marca profissional de produtos para cabelos pioneira na fabricação de produtos sem sulfatos, petrolatos e silicones) tem a patente dos termos No Poo e Low Poo como marcas, e está acionando extrajudicialmente BLOGUEIRAS e ADMINISTRADORAS DE GRUPOS DE FACEBOOK sobre o tema para que parem de usar os termos, já que eles são "propriedade intelectual" da Deva. Isso seria uma estratégia para evitar o fenômeno de diluição da marca (quando o nome da marca se torna sinônimo do produto vendido, como sabão OMO, ou Maizena, ou sandália Havaianas... os exemplos são muitos).

Após ser ~denunciada~ pela administradora do maior grupo sobre No e Low Poo no Facebook, o que gerou muita revolta nas redes sociais, um dos fundadores da marca, que inclusive é brasileiro, disse que a questão da marca registrada envolveria apenas produtos ou lojas virtuais, ou seja, situações que envolvam comercialização e lucro em cima dos nomes, e a utilização em posts e vídeos sobre as técnicas estaria liberada. Porém, após esse pronunciamento, outra blogueira revelou que também foi acionada extrajudicialmente pela marca no ano passado para que retirasse do ar um post com vídeo sobre produtos da Embelleze que utilizavam os nomes das técnicas. Enfim, um rolo danado e um posicionamento do dono da marca aparentemente falso só pra acalmar os ânimos do pessoal.

Fonte: Tumblr.

Acho que já deu pra perceber, pelo uso de caps lock sublinhado (sempre encaro essas alterações como fortes emoções de quem escreve hahaha) que fiquei MUITO RAIVOSA com essa atitude da Deva. Cuidar para que outros produtos não sejam vendidos com os mesmos nomes dos seus é até compreensível. Seria uma questão comercial, entre marcas. O que eu não entendo, nem aceito, é que essa restrição seja estendida às blogueiras e consumidoras (e aqui falo com toda a propriedade porque sou as duas coisas). Simplesmente não faz sentido, por uma série de motivos:

Fonte: Giphy.


~Cara de fadiga por ter que explicar o óbvio~

1. Antes de qualquer coisa, a DevaCurl está sendo muito burra mesmo (não dá pra usar outra palavra). A marca só é conhecida do grande público no Brasil justamente graças a quem? Às blogueiras e aos grupos de consumidoras que compartilham dicas sobre no e low poo. Sinto avisar, Devinha, mas sem isso você ainda estaria nos EUA e em alguns pouquíssimos salões especializados em cachos (que diga-se de passagem, mesmo depois de toda essa "revolução" cacheada que tá acontecendo, continuam MUITO escassos). Até a oferta em lojas de beleza, virtuais e físicas, só aumentou porque a demanda aumentou - graças à propaganda quase sempre GRATUITA que eles receberam na internet.

2. Eu particularmente acho esse argumento da diluição da marca meio questionável. Low Poo e No Poo não são vistos pelo público como nomes de produtos, mas sim como MÉTODOS ONDE OS PRODUTOS SE ENCAIXAM. Quando leio os termos em algum rótulo não penso "ei, esse produto é uma imitação daquele da Deva" (por sinal, já usei o Low Poo deles e depois disso nunca mais usei nada parecido. Os produtos deles são bem diferentões mesmo. #confiemnoseutaco). O que eu penso é: "esse produto se encaixa no MÉTODO Low Poo e/ou No Poo". Pronto. Só isso.

3. E de quem é a culpa por criar essa identificação dos nomes como métodos? DELES MESMOS! Essa é a parte que me deixa mais de cara. A DevaCurl foi fundada pelo brasileiro Denis da Silva e pela americana Lorraine Massey. Se você já está nesse mundo low/no poo há tempos, já deve ter ouvido falar dela. Já ouviu falar pelo menos sobre O Manual da Garota Cacheada ("The Curly Girl Method", em inglês)? Pois bem, ele foi escrito por Lorraine e fala sobre as técnicas explicando tudinho, sobre os ingredientes proibidos em cada uma, além de dicas gerais sobre cuidados com cabelos cacheados e crespos. E até onde eu sei não há nenhuma menção específica no livro à marca DevaCurl. Do contrário não seria um livro sobre um método (como o próprio nome em inglês evidencia), mas sim um portfólio comentado dos produtos da marca.

4. Além de burrice, achei essa atitude deles meio mesquinha. Beleza, eles introduziram um método profissional de cuidado pra cabelos inovador na época. Somos muito agradecidos por isso! Aí agora que a coisa se espalhou eles vem com "nananinanão, nada disso. Low Poo e No Poo é uma coisa só nossa porque nós que criamos - e inclusive patenteamos os nomes". Gente, melhorem! Vocês contribuem pra disseminação das técnicas (tópico 3), se beneficiam da disseminação das técnicas (tópico 1) e agora que a concorrência aumentou querem botar a bola embaixo do braço e acabar com a brincadeira? Por favor, né! Fortalecimento de marca não se faz assim! Continuem investindo em pesquisa, desenvolvendo produtos maravilhosos e foquem nos seus diferenciais: "somos a marca pioneira nas técnicas" e "nossos produtos são caros mas valem cada centavo". Bater nessa tecla ajuda muito mais do que simplesmente tentar impedir que as pessoas falem de TÉCNICAS que tem os mesmos nomes de DOIS PRODUTOS de vocês! [Sim, apenas dois produtos são chamados de Low Poo e No Poo. Um "shampoo" e um "co-wash". Todo esse rebuliço por causa de DOIS PRODUTOS "ameaçados".]
5. Se a patente só diz respeito ao NOME DO PRODUTO, vão lá e processem, por exemplo, a BioExtratus que lançou shampoo sem sulfato chamado Low Poo. Não venham, depois de anos de utilização dos termos como técnicas, querer interferir na linguagem utilizada pelas pessoas. Um pouco tarde demais pra isso. Ou eles esperam mesmo que todos os posts, vídeos e publicações em redes sociais que utilizaram os termos "indevidamente" sejam apagados? Desejo a eles boa sorte nas vendas depois disso.

De minha parte, aqui no meu coraçãozinho só cabe um sentimento a respeito da DevaCurl depois dessa:

Fonte: Giphy.

Vai ter post sobre low e no poo sim, e se reclamar vai ter dois.

Ufa. Desabafo feito, quero saber de vocês o que acharam disso tudo? Compreensível ou palhaçada? #teampalhaçada

Um beijo e até a próxima!

Nenhum comentário

Postar um comentário